Comunicação

Comunicação

Clipping

Mais inteligência pode ser adquirida na academia: saiba o porquê20/09/2018

“Uma verdadeira transformação cerebral que o corpo pode fazer pela mente” é o que diz Altino Andrade [CREF 036983-G/SP], profissional de educação física da Rede Just Fit de Academias. E os estudos já comprovaram: a combinação da atividade física com a rotina diária potencializa a atividade cerebral.

“Podemos dizer até que dá para ficar mais inteligente indo para a academia, já que o resultado do corpo em movimento é o aumento do foco e da concentração por mais horas”.

Isso acontece devido a quantidade de substâncias – incluindo neurotransmissores como serotonina e hormônios – que afetam o bem estar emocional. “Esta química na quantidade certa determina o nível de concentração, memória e até produtividade no dia a dia dos praticantes assíduos de atividade física”, diz.

E o profissional ainda afirma: Qualquer tipo de exercício faz bem para o sistema nervoso, mas as atividades aeróbicas como correr, caminhar ou andar de bicicleta são mais eficientes no aumento do fluxo de sangue para o cérebro e na produção das substâncias químicas que regulam o sistema neurotransmissor.

“Os estímulos fazem com que os neurônios aumentam a capacidade de conexões e ainda que os outros novos nasçam – em especial, os neurônios que surgem especialmente no hipocampo: área responsável pela aprendizagem e memória”.

Mas, alto lá! Não precisar sair por aí virando ultramaratonista. Cerca de trinta minutos de caminhada feita três vezes por semana já provoca esse impacto positivo – e o melhor: logo no primeiro mês. “Atenção ainda para a principal diferença básica entre o remédio e o veneno: a dose. Os treinos devem ser orientados, assistidos e sem exageros”, finaliza o especialista.


Fonte: Gazeta Esportiva