Comunicação

Comunicação

Clipping

Volta às atividades esportivas: busque avaliação médica e orientação18/09/2020

Ainda estamos sob regime de prevenção total na pandemia de Covid-19, com isolamento social da turma de risco e com distanciamento, uso de álcool gel e máscara para todos. Já sabemos agora que a carga viral com que alguém se contamina faz diferença na evolução da doença. Por isso, os cuidados preventivos são fundamentais. Vamos voltando para algumas atividades físicas, mas tanto os que tiveram a doença ou os que tiveram o contágio sem maiores problemas devem retornar aos hábitos esportivos de modo bem gradual, pois a fraqueza muscular e possíveis sequelas cardíacas e outras precisam ser muito valorizadas: esportistas recreativos ou competitivos deve recomeçar do zero. A fraqueza muscular, por sinal, é uma das queixas mais comuns de quem se contaminou, com alguns chegando a dizer que não conseguiam sequer lavar uma xícara de café por um período.

Pensar em provas de rua? Só para o ano que vem, e mesmo assim com muitas incertezas. Mas podemos começar a treinar lentamente e com orientação de um profissional de Educação Física, seja personal trainer ou numa assessoria ou numa academia. Muitas pessoas forçam nos treinos e estão lesionando a musculatura e até as articulações com torções sérias. Nossa opinião de médico do esporte está em consonância com a dos colegas ortopedistas que nos relatam essa atual situação: é preciso paciência e orientação. Do ponto de vista cardiológico, o cuidado é redobrado, pois mesmo semanas após a cura temos tido vários casos com sequelas variadas de arritmias e de outros problemas não totalmente corrigidos. Não deixe de fazer a avaliação clínica pré-participação esportiva. Evitar o sedentarismo é o objetivo de todos nós, agora e sempre, mas com acompanhamento. (...)


Fonte: Eu Atleta