Terça-feira, 25 de abril de 2017
Fale conosco
Clipping

Em praça, grupo tem apoio até no comércio do bairro para sair da vida sedentária 

Quando o assunto é exercício físico, tem gente que acaba torcendo o nariz para a mudança de rotina. Mas para incentivar um melhor condicionamento e aumentar a qualidade de vida de moradores, Márcio Sampaio Costa [CREF 001172-G/MS], de 39 anos, não desiste do incentivo. Educador físico [o termo correto é Profissional de Educação Física] há sete anos, ele é ativo no projeto Viver Legal, um programa de atividade física que acontece de graça para moradores dos bairros Marabá e Estrela do Sul, toda semana.

Márcio também trabalha em duas unidades de saúde e vem fazendo a diferença na vida de quem descobriu o quanto, a ginástica pode ser transformadora. "Dou aula para quase 60 pessoas em cada praça. É o tipo de exercício que a gente chama de tratamento não medicamentoso, por conta da melhora no estado de saúde das pessoas".

O projeto acontece há três anos e a maioria fica sabendo quando vai ao posto de saúde. Por recomendação médica ou não, o grupo está sempre aberto para novos alunos. Basta chegar e se dedicar aos exercícios aeróbicos, que são passados pelo educador físico [o termo correto é Profissional de Educação Física].

O resultado, Márcio ouve nos relatos em cada aula de ginástica. "Temos jovens e idosos na turma, mas principalmente os mais velhos são quem contam a melhora na pressão alta, colesterol e até o diabetes. Além da disposição física. Nós temos idosos que nunca tinham feito exercícios e agora correm mais de 20 km por dia", conta. (...)

Fonte:  Campo Grande News

O Conselho Legislação Sistema CONFEF/CREFs Registrados Inscrição/Registro Comunicação Utilidades Eleição CONFEF 2016