Sexta-feira, 23 de junho de 2017
Fale conosco
Nº 185 - Junho 2016
Boletim Eletrônico do CONFEF
2º Simpósio Internacional Pierre de Coubertin será realizado no RJ

Há pouco mais de 120 anos, Pierre de Coubertin apresentava sua proposta de restauração dos Jogos Olímpicos na Universidade de Sorbonne em Paris. Já vivenciando toda a atmosfera do Rio 2016, em pleno Século 21, o conteúdo pedagógico da obra do Barão, torna-se ainda mais relevante, pois contempla os valores humanistas que são universalmente aceitos pela sociedade humana, como a busca pela excelência, o fairplay, a justiça e o respeito.

É nesta perspectiva de discussão e repercussão na América do Sul, que recebe os Jogos Olímpicos pela primeira vez, que será desenvolvido o 2º Simpósio Internacional Pierre de Coubertin.

As inscrições para o evento são gratuitas e a submissão de trabalhos pode ser feita até hoje, 15/06. Saiba mais aqui.

Fair Play como parte do processo educacional

O Comitê Internacional de Fair Play (CIFP), através de um grupo de trabalho liderado pelo Professor Albert Buisman(Universidade de Utrecht, Holanda), realizou um estudo aprofundado sobre a situação atual de Fair Play no esporte e sobre os meios de promovê-lo.

Os resultados de dois anos de pesquisa, sondagem, reflexão e debates foram reunidos em um Manual que desenvolve os diferentes aspectos e significados de Fair Play e também propõe exemplos e estratégias para promovê-lo e, de fato, fazer dele uma realidade de prática no esporte.

A obra, de título "Fair Play, de um ideal à realidade", pode ser acessada na íntegra aqui.

Comissão do Esporte debate retomada do programa Atleta na Escola

O programa Atleta na Escola foi tema de audiência pública realizada no início do mês na Comissão do Esporte. Criado em 2013 e suspenso em 2015, o programa tem como objetivo, entre outros, incentivar a prática esportiva nas escolas, democratizar o acesso ao esporte, desenvolver e difundir valores olímpicos e paraolímpicos entre os alunos da educação básica, e estimular a formação de atletas escolares.

Segundo explicou o gerente de projetos da Confederação Brasileira de Atletismo e Conselheiro Federal, Georgios Stylianos [CREF 000688-G/SP], os recursos chegam diretamente às escolas públicas, o que permite o investimento em capacitação e compra de materiais. Ele destaca, ainda, que o programa tem fundamental importância porque estimula os alunos e permite a identificação de talentos.

Integrando a mesa, o presidente do CONFEF, Jorge Steinhilber [CREF 000002-G/RJ], indicou que o primeiro passo, que não está contemplado no programa, é adotar a Educação Física no ensino fundamental, para que a criança seja orientada, desde cedo, em suas atividades motoras. É o que ele chama de alfabetização motora.

"Para eu poder praticar qualquer atividade física, é preciso ter essa coordenação motora, ou seja, é preciso ter essa alfabetização motora. Na verdade, ela não está acontecendo hoje em virtude de a Educação Física de 1ª à 5ª série, onde a criança inicia todo esse processo,estar sendo negligenciada", explicou.

Apesar de favorável ao programa Atleta na Escola, Jorge Steinhilber defende a adoção de uma política pública mais ampla que favoreça o esporte no País.

Fonte: Câmara dos Deputados

CREF17/MT e Secretaria de Justiça e Direitos Humanos discutem parceria

O secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos do Mato Grosso, Márcio Dorilêo, recebeu, na última quinta-feira, 09/06, a visita do presidente do CREF17/MT, Carlos Alberto Eilert [CREF 000015-G/MT]. O encontro teve como objetivo estreitar as relações entre o Conselho e a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), com vistas a garantir a contratação de servidores formados em Educação Física para prestar serviço no Sistema Socioeducativo do estado. “Queremos ajudar os adolescentes que lá estão a terem mais qualidade de vida”, afirmou o secretário.

O titular da Sejudh acrescentou que o estreitamento entre o Conselho Regional de Educação Física e a Sejudh é fundamental, pois mostra que o órgão está sempre pronto para promover políticas públicas de inclusão social.

Fonte: Cenário MT

Associações Desportivas da PM estão sujeitas à fiscalização do CREF4/SP

As Associações Desportivas da Polícia Militar (ADPMs) são consideradas estabelecimentos prestadores de serviços ligados diretamente a atividades físicas e desporto e estão, portanto, sujeitas ao registro e fiscalização do CREF4/SP. Essa foi a decisão proferida pelo Juízo da 10ª Vara da Justiça Federal da Subseção Judiciária de São Paulo.

A ADPM Falcão Azul, na capital, recusava-se a efetuar o registro do seu estabelecimento e questionava a atuação da fiscalização do Conselho.

Com a decisão da Justiça, a sociedade e os usuários dos serviços de todas as ADPMs passarão a contar com a fiscalização das atividades prestadas e os profissionais de Educação Física a elas vinculadas pelo CREF/SP.

Clique aqui para ler a decisão na íntegra.

Fonte: CREF4/SP

Inovação no esporte é tema de webinar gratuito

Na próxima segunda-feira, 20/06, será promovido um webinar gratuito sobre inovação no esporte. A palestra irá debater as forças que movem o ecossistema do esporte, os países que mais se destacam nessa área e como adentrar nesse mercado.

Para fazer o registro da sua presença aqui.

Ação do CREF12/PE-AL inibe exercício ilegal da profissão em Alagoas

Durante uma ação de fiscalização no início do mês em Maragogi (AL), uma pessoa foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil, após ser flagrada no exercício ilegal da profissão.

Os agentes do CREF12/PE-AL constataram que um homem atuava ilegalmente, orientando atividades físicas em uma academia do município e acionaram o 6º Batalhão da Polícia Militar Maragogi.

O homem foi conduzido pelos Soldados da Polícia Militar à Delegacia de Polícia Civil de Maragogi, onde foi lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e após o processo ser encaminhado à Promotoria de Justiça, o falso profissional responderá por exercício ilegal da profissão (Art. 47 do Decreto-Lei 3688/41).

Fonte: CREF12/PE-AL

Atenção:
O Conselho Federal de Educação Física - CONFEF
não envia mensagens eletrônicas não autorizadas, sendo terminantemente contra qualquer prática de Spam.