Quinta-feira, 17 de agosto de 2017
Fale conosco
Nº 194 - Novembro 2016
Boletim Eletrônico do CONFEF
Câmara abre consulta pública para texto sobre reforma do ensino médio

A Câmara dos Deputados abriu uma consulta pública no Wikilegis (site criado pelo Laboratório Hacker da Câmara) para receber da sociedade sugestões, opiniões e propostas de alterações na Medida Provisória 746/2016. O objetivo da plataforma é ampliar o debate sobre o a Reforma do Ensino Médio, permitindo que os cidadãos interajam com os deputados e contribuam com sugestões e experiências.

Todas as participações recebidas até o dia 25/11 serão encaminhadas para o deputado Izalci Lucas (presidente da Comissão Mista), que receberá um relatório consolidado para avaliação das possíveis implementações. As sugestões serão ranqueadas de acordo com o maior volume de participações dos usuários da ferramenta, entre apoiamentos ou rejeições, propostas para mudanças no texto e comentários. Assim, os deputados conseguem compreender, de uma maneira bem prática, quais são os pontos mais delicados e sem consenso na visão dos cidadãos.

Até o momento, o artigo que recebeu mais modificações dos usuários é justamente o que altera a LDB e retira a obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio. Contribua com o debate através do link.

Fonte: Câmara dos Deputados

Audiência pública reúne profissionais e sociedade pela Educação Física no Ensino Médio

A Frente Parlamentar Mista do Esporte, liderada pelo deputado federal João Derly, realizou no dia 11/11, na Câmara Municipal de Porto Alegre, uma audiência pública em defesa da Educação Física no currículo escolar do Ensino Médio. O evento, que contou com a participação das mais diferentes entidades ligadas à educação e ao esporte no Estado, teve ainda a presença da presidente do CREF2/RS Carmen Masson [CREF 001910-G/RS], da 1ª secretária Débora Garcia [CREF 002202-G/RS] e da presidente da Comissão de Educação Física Escolar do Conselho Miryam Brauch [CREF 006834-G/RS].

Com o objetivo de debater alternativas à Medida Provisória 746, que exclui a Educação Física, assim como outras disciplinas, do currículo obrigatório do Ensino Médio, a audiência foi aberta por Derly, que frisou que o evento proposto pela Frente Parlamentar é o início de um grande movimento a favor da sociedade. “A Educação Física é um componente essencial, que precisa urgentemente de um currículo mínimo e de uma estratégia pedagógica clara”, declarou. “No Estado, conscientes da sua importância, temos um projeto, em tramitação na Assembleia, para assegurar a obrigatoriedade desta disciplina em todos os anos escolares. Este é um exemplo que temos que levar para o restante do país”, complementou o deputado.

A mesa de debate, que teve a presença de representantes do Sindicato dos Profissionais de Educação Física (SINPEF-RS), da Secretaria Estadual de Educação e da Federação Internacional de Educação Física (FIEP), entre outras instituições, continuou com o discurso da presidente do CREF2/RS. Em sua fala, Carmen destacou que a Educação Física não pode ter o seu espaço diminuído pela MP. “Quem tem um ritmo de vida ativo consegue prevenir diversas doenças, apenas praticando exercícios. Por isto, acreditamos não só que a Educação Física precisa ser obrigatória em todas as etapas escolares, mas ela tem que ter também a sua carga horária ampliada e a presença do Profissional de Educação Física garantida nestes espaços”.

Fonte: CREF2/RS

Presidente do CREF12/PE-AL recebe homenagem em Congresso Multidisciplinar de Saúde

Durante a abertura do 3º Congresso Multidisciplinar de Saúde, realizado no Recife, pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), em outubro, a presidente do CREF12/PE-AL, Nadja Harrop [CREF 000288-G/PE], foi escolhida como personalidade homenageada do curso de Educação Física.

O congresso reuniu estudantes e Profissionais de Educação Física, Radiologia, Fisioterapia, Odontologia, Estética e Cosméticos, Nutrição, Medicina, Biomedicina e Enfermagem, trazendo como tema central a "Atuação de equipe interdisciplinar e o cuidado da saúde na atualidade”.

A presidente recebeu a Comenda Maurício de Nassau, uma honraria concedida às instituições e personalidades nacionais e estrangeiras que tenham se destacado no campo educacional ou tenham prestado relevantes serviços em prol do ensino, da cultura e do esporte brasileiro.

Ao todo, onze homenageados receberam a comenda por suas contribuições como profissionais. Também estiveram presentes o coordenador do curso de bacharelado do Uninassau e conselheiro do CREF12/PE-AL, Prof. Osvaldo Serejo [CREF 000462-G/PE], compondo a mesa de abertura, a vice-presidente do CREF12/PE-AL, Carolina Maciel [CREF 000390-G/PE] e a chefe de fiscalização, Rosângela Albuquerque [CREF 000404-G/PE], prestigiando a solenidade.

Fonte: CREF12/PE-AL

CREF3/SC defende manutenção da Educação Física como disciplina obrigatória no ensino médio

O presidente do CREF3/SC Irineu Wolney Furtado [CREF 003767-G/SC] participou da audiência pública proposta pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina para discutir a Medida Provisória (MP) 746/2016, que promove a reforma do ensino médio. Após protestos, a audiência foi encerrada pelo presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa, deputado Antonio Aguiar (PMDB), mas o debate foi mantido entre os participantes.

Para o presidente do CREF3/SC, a MP precisa ser revista e discutida entre os envolvidos. “Esta medida provisória apresenta retrocesso e contrassenso no momento que inúmeras pesquisas apontam o crescimento da obesidade e do sedentarismo infanto-juvenil, até mesmo porque em 2013 foi sancionada a Lei Nº 12.864, de 24 de Setembro 2013, incluindo a atividade física como fator determinante e condicionante da saúde conforme apresenta o artigo 3º”, destacou. Para ele, estamos diante de uma reforma educacional que não parte do direito à educação e formação integral do ser humano, consagrados na Constituição de 1988.

O MEC foi representado na audiência pelo coordenador-geral do Ensino Médio, Wisley João Pereira. Ele apontou, sob críticas da plateia, dados em defesa da mudança. Durante a audiência, o representante do MEC deixou a mesa e não retornou mais, o que foi muito criticado e levou ao encerramento do encontro.

Fonte: CREF3/SC

Eleições do CONFEF: Chapa vencedora toma posse e elege diretoria

Os Conselheiros Federais e seus suplentes foram eleitos por um Colégio Eleitoral integrado por Conselheiros Regionais efetivos e Delegados Regionais eleitores de cada CREF. O número de delegados é proporcional à quantidade de profissionais registrados na jurisdição do Conselho Regional.

O processo eleitoral foi realizado no dia 20/09 e homologado pelo Plenário do CONFEF em 07/10. A Chapa Interação foi eleita e empossada. Em sua primeira reunião plenária, após a posse, os Conselheiros Federais elegeram, de acordo com o estatuto, a diretoria do CONFEF, composta por presidente, dois vice-presidentes, dois tesoureiros e dois secretários.

A Diretoria eleita para o quadriênio 2016/2010 está composta pelos profissionais Jorge Steinhilber (Presidente), João Batista Andreotti Gomes Tojal (1º Vice Presidente), Iguatemy Maria de Lucena Martins (2º Vice Presidente), Almir Adolfo Gruhn (1º Secretário), Sebastião Gobbi (2º Secretário), Sérgio Kudsi Sartori (1º Tesoureiro) e Marcelo Ferreira Miranda (2º Tesoureiro).

Os Conselheiros eleitos são: Antônio Ricardo Catunda de Oliveira, Ângelo Luis de Souza Vargas, Carlos Alberto Camilo Nacimento, Carlos Alberto Cimino, Eduardo Silveira Netto, Emerson Silami Garcia, Flávio Delmanto, Francisco José Gondim Pitanga, Márcia Regina Aversani Lourenço, Marino Tessari, Rubens dos Santos Silva, Valéria Sales dos Santos E Silva e Tharcisio Anchieta da Silva, Wagner Domingos Fernandes Gomes, Teófilo Jacir de Faria, Alexandre Janotta Drigo, Miria Suzana Burgos, Elisabete Laurindo de Souza, Nestor Soares Públio, Luisa Parente Ribeiro R. de Carvalho e Walfrido José Amaral.

Pesquisador brasileiro integra projeto da Universidade de Stanford

O médico brasileiro Dr. Victor Matsudo, especialista e pesquisador de atividades que relacionam movimento e saúde, é o único cientista da América Latina a integrar o Conselho Consultivo do Projeto Well for Life, coordenado pelo Stanford Prevention Research Center. Matsudo é especialista em Ortopedia e Traumatologia da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e em Medicina Esportiva, criador do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte e do Agita São Paulo.

O projeto faz parte da celebração de 125 anos da Universidade de Stanford, detentora de 62 Prêmios Nobel, nove deles atribuídos somente à Faculdade de Medicina. O objetivo é estabelecer padrões de bem-estar para 10 mil pessoas das cidades de São Francisco, Taiwan, China e Singapura, envolvendo um orçamento de 10 milhões de dólares.

Em outubro, foram realizadas as reuniões do Projeto Well for Life e do Conselho Consultivo. Durante as reuniões, os resultados do Agita São Paulo foram oferecidos como modelo para o projeto e tiveram grande impacto. O Agita São Paulo foi proposto pelo Dr. Victor Matsudo, por meio do Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul (CELAFISCS) em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, em dezembro de 1996, com o objetivo de combater o sedentarismo. Ao longo dos anos, o projeto conseguiu reconhecimento nacional, serviu de modelo para o Agita Brasil e molde para o Agita Mundo, da Organização das Nações Unidas (ONU). O Agita conseguiu reduzir o sedentarismo na região metropolitana da capital paulista em 41% e reduzir a 70% no estado de São Paulo.

Fonte: CREF6/MG

CREF15/PI-MA realiza fiscalização na cidade de Balsas (MA)

No segundo semestre deste ano, a Seccional Maranhão do CREF15/PI-MA realizou uma operação que percorreu 18 academias da cidade de Balsas (MA). Tal ação foi realizada em parceria com o Procon/MA, Vigilância Sanitária Municipal de Balsas, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Ministério Público Estadual, este representado pela Dra. Dailma Brito, promotora estadual do município de Balsas, que atendeu a uma demanda já protocolada pelo Conselho em 2014.

Durante as fiscalizações, 11 estabelecimentos foram interditados. Dentre as principais irregularidades encontrados, destacam-se a ausência de profissional registrado e a falta de registro dos estabelecimentos junto ao Conselho. A ação continua na fase de legalização dos estabelecimentos com os órgãos fiscalizadores.

Fonte: CREF15/PI-MA

Boletim Eletrônico CONFEF
Atenção:
O Conselho Federal de Educação Física - CONFEF
não envia mensagens eletrônicas não autorizadas, sendo terminantemente contra qualquer prática de Spam.