Sexta-feira, 18 de agosto de 2017
Fale conosco
Nº 39 - Janeiro de 2010
Boletim Eletrônico - Nº 39
III Conferência Nacional do Esporte
O ministro do Esporte, Orlando Silva, atletas e representantes do esporte nacional participaram, no dia 21 de janeiro, do lançamento da III Conferência Nacional do Esporte, em Brasília. Orlando Silva acrescentou que a conferência é a oportunidade de reformulação das diretrizes do esporte nacional. “Todos, daqui a alguns anos, poderão olhar para trás e dizer que participamos da III CNE, que foi o marco para a refundação da Política Esportiva do Brasil, com base sólida para sermos, de fato, uma potência esportiva”, declarou.
A III CNE tem o objetivo de debater e aprovar um Plano Decenal do Esporte e Lazer, visando definir os rumos do esporte na próxima década, com a participação de mais de 100 mil pessoas de todo o país. O presidente do CONFEF, Prof. Jorge Steinhilber, também participou do encontro.
Profissional de Educação Física, procure o prefeito do seu município e saiba como você pode participar das conferências municipais. Fique atento às conferências estaduais, pois são nessas etapas que são eleitos os delegados que irão participar – com direito a voz e a voto – da Conferência Nacional do Esporte, em junho. PARTICIPE! ESTE É O MOMENTO!
Clique AQUI e acesse o Portal do III CNE.
Fonte: Portal da Educação (SC)
25º Congresso Internacional de Educação Física
Entre os dias 16 e 20 de janeiro, mais uma vez, a cidade de Foz do Iguaçu-PR foi a capital da Educação Física com a realização do 25º Congresso Internacional de Educação Física*. Promovido pela Federação Internacional de Educação Física (FIEP), o evento reuniu milhares de estudantes, autoridades e profissionais, que puderam participar dos debates e discussões sobre temas pertinentes envolvendo a profissão, além das dezenas de cursos realizados em diferentes pontos da cidade.
Paralelamente ao congresso, o Sistema CONFEF/CREFs organizou três encontros: o “Seminário sobre Valores do Esporte e Educação Olímpica”, que abordou, dentre outros assuntos, a importância do Profissional de Educação Física como protagonista dos megaeventos, que irão acontecer no país ao longo dessa década; o “IV Seminário de Legislação Desportiva”, que fez uma ponte entre o esporte e os aspectos legais e jurídicos que envolvem a profissão; e o “IX Fórum de Educação Física do Mercosul”, que, por sua vez, reuniu representantes da profissão dos países que compõem o Bloco.
Sem dúvida, pode-se dizer que o Congresso vem provando, a cada ano, a sua importância para o desenvolvimento da Educação Física no país. E esta 25ª edição não foi diferente. Parabéns à FIEP e a todos os congressistas!
* Confira a cobertura completa do Congresso na Revista EF nº 35 - Março
CREF alerta sobre a importância dos exercícios
Todo ano cresce o número de pessoas que procuram academias de ginásticas em busca de um melhor desenvolvimento corporal pelas práticas de exercício e atividades físicas. Desde a sua criação, o Sistema CONFEF/CREF vem informando e alertando a população quanto à necessidade da realização de exercícios e atividades físicas com o acompanhamento de um Profissional de Educação Física.
De acordo com o presidente em exercício do Conselho Regional de Educação Física de Pernambuco e Alagoas (CREF12/PE-AL), Prof. Claudiomar Feitosa, a falta de acompanhamento profissional pode ocasionar diversos danos à saúde. “Mais do que isso, temos alertado a sociedade sobre o risco que a falta de orientação profissional pode acarretar, principalmente nas academias de ginástica”, diz.
Clique AQUI e confira a matéria na íntegra.
Fonte: Alagoas 24 horas
Correr descalço seria melhor do que com tênis
Estudo de Harvard sugere que pisada ficaria mais suave, evitando o surgimento de lesões.
Se você gastou um bom dinheiro comprando um novo e vistoso par de tênis de corrida, a notícia pode ser dolorosa: um estudo, publicado na revista "Nature", sugere que correr descalço é melhor para o corpo por causa da forma como o seu pé atinge o solo.
Claro que não é muito prático correr descalço. Mesmo assim, "a maneira como corredores descalços usam os pés e pisam no solo pode ser uma boa alternativa para a forma como pessoas calçadas correm", afirma o autor do estudo, Daniel Lieberman, professor do Departamento de Biologia Evolutiva da Universidade de Harvard.
Clique AQUI e saiba mais.
Fonte: O Globo