Quarta-feira, 16 de agosto de 2017
Fale conosco
Nº 62 - Janeiro 2011

CREF14/GO-TO fortalece e amplia a fiscalização
Em 2010, o Conselho Regional de Educação Física da 14ª Região (CREF14/GO-TO) – o mais novo do Sistema CONFEF/CREFs – realizou concurso público e locou dois veículos (após um processo de licitação), fortalecendo e ampliando a fiscalização.

Nos estados de sua jurisdição a entidade ampliou também a parceria com as vigilâncias sanitárias municipais e com o Procon de Goiás, que realizou ações de fiscalização conjuntas com o Conselho em diversas ocasiões.

Também no ano passado, a fiscalização foi integrada com o CREF Itinerante, onde uma equipe de conselheiros e mobilizadores realizam trabalho de interação com as secretarias municipais de Esporte e Educação, vigilâncias sanitárias e Procons locais, conselhos estaduais e municipais de Educação, além das assembleias legislativas dos estados e diversas câmaras municipais.

Durante as visitas nas assembleias legislativas, bem como nas câmaras e prefeituras dos municípios, os conselheiros acompanharam o andamento de projetos de leis de interesse da Educação Física e aproveitaram para apresentar novas sugestões de leis para o desenvolvimento da profissão na região. Algumas delas, inclusive, foram aprovadas regulamentando o funcionamento de academias, criando o Dia do Profissional (1º de setembro) em vários municípios e inserindo o CREF14/GO-TO nos conselhos municipais de Esporte e Lazer.

Uma prova de que com muito trabalho e determinação é possível lutar para que a população seja orientada e assistida com segurança por profissionais de Educação Física qualificados quanto à prática de atividades físicas e esportivas.

Clique AQUI para continuar lendo a matéria.

Fonte: CREF14/GO-TO
Conselheiro do CREF3/SC assume presidência da Fesporte
O Profissional de Educação Física Adalir Pecos Borsatti (CREF 000017-G/SC), conselheiro do CREF3/SC, foi empossado como presidente da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte). A solenidade, ocorrida na sede da entidade, contou com a presença do secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), Cesar Souza Junior, do deputado Gilmar Knaesel, representando a Assembleia Legislativa do Estado, além de outras autoridades, representantes de federações, atletas e dirigentes esportivos.

Prof. Adalir Borsatti retoma o comando da Fesporte após 17 anos. Em 1993, o profissional fundou a entidade e exerceu o cargo de 1º Diretor Geral. Uma de suas principais propostas de trabalho nesta gestão será a integração das áreas da SOL, da Fesporte, do Conselho Estadual de Esporte, das secretarias de Desenvolvimento regionais, das universidades, do Tribunal de Justiça Desportiva, do CREF3/SC, dos municípios e federações, além das secretarias de Estado de Educação, Saúde, Segurança Pública e Assistência Social. “Vou me esforçar o tempo todo para trabalharmos juntos. Pretendemos fazer uma gestão inovadora, fortalecer as áreas de comunicação e marketing, dar ênfase aos projetos sociais, investir na capacitação profissional e realizar boas parcerias”, prometeu o novo presidente da Fesporte.

Fonte: Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte de SC
Especialistas liberam a prática de musculação para crianças e adolescentes
A ideia de que praticar musculação na infância prejudica o desenvolvimento da criança acaba de ser derrubada. Numa das maiores revisões sobre o tema, especialistas do “Institute of Training Science and Sports Informatics”, em Colônia, na Alemanha, analisaram dezenas de estudos feitos nas últimas décadas sobre treino de força para meninos e meninas entre 6 e 18 anos. Conclusão: a musculação traz benefícios quando bem orientada. Especialistas brasileiros já seguem a tendência e algumas academias no Rio têm profissionais especializados e equipamentos específicos para crianças.

Segundo a pesquisa alemã, publicada na revista "Pediatrics", jovens de qualquer idade que fizeram treino de resistência pelo menos duas vezes por semana, durante um mês ou mais, tiveram maior ganho de força que aqueles que se exercitavam apenas uma vez por semana ou por períodos mais curtos. O resultado contraria a afirmação de que crianças e adolescentes devem evitar a musculação porque esse exercício resultaria em baixa estatura e danos físicos, devido, por exemplo, à falta de testosterona, o hormônio que estimula o aumento de massa muscular em adultos.

Clique AQUI para continuar lendo a matéria.

Fonte: O Globo Online
Exercícios físicos auxiliam obesos após cirurgia estomacal
Com ajuda de exercícios físicos aeróbicos (caminhada e/ou corrida), um grupo de 11 mulheres que passaram por cirurgia de redução do estômago (gastroplastia) conseguiu perder entre 8,2 e 15 quilos (kg) em três meses. O estudo da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (EEFE-USP) acompanhou os efeitos dos exercícios em mulheres obesas que se submeteram à cirurgia um ano e meio antes dos testes. Após 12 semanas de treinamento, quatro mulheres apresentaram a classificação de Índice de Massa Corporal (IMC) normal.

O IMC é uma medida internacional usada para calcular se uma pessoa está no peso ideal. O peso corporal (em quilogramas) é dividido pela altura (em metros e ao quadrado). Em ambos os sexos, os valores de IMC para o sobrepeso encontram-se entre 25-29,9 quilos por metro quadrado (kg/m2) e, para a obesidade, acima de 30,0kg/m2, podendo ser divididos três grupos (grau I – 30 a 34,9 kg/m2; grau II – 35 a 39,9 kg/m2; e grau III – acima de 40 kg/m2).

Antes dos testes da pesquisa e 18 meses depois da cirurgia, três mulheres estavam com obesidade severa, três se apresentavam com obesidade de grau I (menos arriscada) e cinco na classificação de sobrepeso.

“Quando observamos as pesquisas relacionadas à obesidade, constatamos que após dois ou três anos de cirurgia alguns obesos ainda apresentam a classificação de IMC em obesidade. Poucos entram na classificação de sobrepeso e/ou eutrofia (normal)”, comenta a Profissional de Educação Física Marcela Grisólia Grisoste (CREF 001238-G/MS), autora da pesquisa, destacando o resultado alcançado.

Clique AQUI para continuar lendo a matéria.

Fonte: Agência USP de Notícias
Agradecimento
O CONFEF agradece à Profissional de Educação Física Andréa Melo (CREF 014428-G/MG) pela doação do livro “Método Pilates na Água”, de sua autoria, à nossa biblioteca.

De acordo com a profissional, o Water Pilates, como é conhecido mundialmente, é um método de condicionamento físico, baseado nos princípios do método de Joseph Pilates, realizado no meio líquido. Além disso, visa a desenvolver a força e o alongamento muscular, de maneira harmoniosa, e a melhora da postura e da conscientização corporal, respeitando a individualidade de cada participante.

Neste livro, a Prof. Andréa Melo compartilha seus estudos e suas aplicações sobre o Water Pilates.

Contato: jfpilates@oi.com.br