Sexta-feira, 28 de abril de 2017
Fale conosco
Nº 85 - Fevereiro 2012
Oportunidade: Rio 2016 seleciona Líderes de Competições Esportivas

Surge uma ótima oportunidade para o Profissional de Educação Física que quer participar diretamente da organização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. O Comitê Organizador das competições abriu processo seletivo para preencher 52 vagas de Líderes de Competições Esportivas. As inscrições vão até 16 de março.

Líderes de Competições Esportivas são profissionais qualificados a atuar de forma eventual no planejamento e operação dos requisitos técnicos dos esportes/disciplinas incluídas no Programa Esportivo dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Entre as principais atribuições dos líderes estão: observação de competições de nível nacional e internacional, interação com as Federações Internacionais dos esportes Olímpicos e Paralímpicos, reuniões na sede do Rio 2016, participação em discussões relacionadas ao planejamento geral dos Jogos, dentre outras atividades. Cada líder ficará responsável por um esporte ou disciplina.

O edital completo do processo seletivo, com informações sobre calendário das etapas e detalhe das vagas, pode ser consultado neste link.
CREF8/AM-AC-AP-PA-RO-RR trava acordo com Polícia Militar do Amazonas

O Conselho Regional de Educação Física da 8ª Região (CREF8/AM-AC-AP-PA-RO-RR) terá seu trabalho de fiscalização reforçado pelo auxílio da Polícia Militar (PM) do Amazonas, por meio do Centro de Educação Física e Desporto (CEFID) da corporação. O anúncio da parceria foi feito em 2 de fevereiro, durante uma reunião entre os representantes das duas instituições.

De acordo com o vice-presidente do Conselho, Joniferson Vieira (CREF 000025-G/AM), é a primeira vez que o CREF é procurado pela polícia para tal finalidade. “Estamos muito felizes com a iniciativa do CEFID. Nossa parceria sairá da colaboração e apoio em eventos esportivos e terá uma força maior no trabalho extremo da nossa atuação, uma vez que temos o poder de polícia para autuarmos e encaminharmos um falso profissional ou um profissional que esteja atuando irregularmente, mas nem sempre os mesmos cumprem nossas determinações e voltam às práticas ilegais”, contou Vieira.

Fonte: CREF8/AM-AC-AP-PA-RO-RR
CREF13/BA-SE atua no Campeonato Sergipano

Sob o título "Sem carteira não dá! CREF barra treinadores sem registro em Sergipe", o Globo Esporte noticiou a ação de fiscalização da Seccional Sergipe do CREF13/BA-SE, que foi a campo para conferir o registro profissional de treinadores do Campeonato Sergipano de Futebol e também da Copa TV Sergipe de Futsal.

No Campeonato Sergipano, três técnicos foram barrados por não apresentarem a documentação necessária para o exercício profissional: Paulo Moroni, do Confiança, Dário Lourenço, do Itabaiana, e Pedrinho, do Olímpico. Na Copa TV Sergipe de Futsal, o técnico da seleção de Japaratuba, Valfredo Luiz, teve que fazer as vezes de massagista da equipe para não ser retirado de quadra. 

"Os clubes deveriam ter essa preocupação com a documentação do técnico, assim como tem com as outras regras do campeonato", comentou o presidente da Seccional, Gilson Dória (CREF 000011-G/SE). 

Fonte: Globo Esporte
Editais retificados no Acre e Rio Grande do Sul

Os Conselhos Regionais estão vigilantes aos editais de concursos públicos e processos seletivos. Nos últimos 15 dias, concursos no Acre e no Rio Grande do Sul tiveram editais corrigidos para cobrar o registro profissional.

No Acre, a representação do Conselho Regional de Educação Física da 8ª Região notificou a comissão organizadora do processo seletivo para o cargo de Profissional de Educação Física no Pró Saúde - Serviço Social de Saúde do Acre. O edital do certame não exigia o registro profissional como um dos requisitos básicos para que o candidato possa assumir a vaga. Em resposta ao ofício encaminhado pelo CREF8/AM-AC-AP-PA-RO-RR, a comissão organizadora retificou o edital, inserindo a exigência de registro profissional. 

Já o CREF2/RS encaminhou ofício às comissões organizadoras dos concursos das prefeituras de Flores da Cunha e Salto do Jacuí pedindo retificação dos editais. Os documentos, destinados a preencher vagas de professores de Educação Física, não exigiam o registro profissional como requisito para tomar posse do cargo. Após comunicação do Conselho Regional, os editais foram retificados para listar a exigência.